31.1.14

 

 

O Dragon Force apurou-se para esta fase final como 1º classificado da fase anterior, pelo que a expectativa era elevada. Contudo, os adversários eram merecedores de todo o nosso respeito, tendo proporcionado alguns dos jogos mais equilibrados durante a primeira fase.
A competição iniciou tendo como adversário, a equipa da casa. Os nossos jogadores fizeram um jogo exemplar, com muita determinação, várias soluções ofensivas e um claro domínio das tabelas, no final o resultado foi uma vitória expressiva.
Na segunda jornada, defrontamos o Vasco da Gama, única equipa que conseguira uma vitória sobre a nossa na fase regular, mas mais uma vez entramos decididos a dominar as tabelas e esse factor foi decisivo no desfecho do jogo.
Num jogo mais equilibrado que o da véspera, a equipa soube gerir a vantagem conseguida e assegurar a preciosa segunda vitória nesta competição.
Ao terceiro dia, o título já brilhava no fundo dos nossos olhos pois os resultados anteriores eram-nos favoráveis. O desejo e motivação para vencer foram a energia que permitiu mais uma excelente exibição. O Leça foi um adversário à altura, conseguiu criar muitas dificuldades principalmente pelo acerto ofensivo, contudo a nossa equipa estava disposta a mostrar em campo o resultado de todo o trabalho realizado até aqui.
A aposta em disputar torneios internacionais e o trabalho contínuo e sério, permitiu à nossa equipa jogar um basquete de qualidade, atractivo e com resultados práticos, 3 jogos, três vitórias, Somos Campeões!

 

 


Resultados:

Dragon Force 95 x Maia 65
Dragon Force 60 x Vasco Gama 52
Dragon Force 85 x Leça 80

1ºDragon Force
2ºMaia
3ºLeça
4ºVasco Gama

 

MVP: João Lucas (também 5 ideal)

 

link do postPor dragonforce, às 11:27 

FCP Dragon Force Braga Sub-11”A1” 8 – 0 Dumiense FC

 

Domínio completo do jogo por parte da Dragon Force, mas apenas só na segunda parte foi possível perceber a razão e a justificação da liderança no campeonato. Entrada confidante, impondo a sua maneira de jogar, mas com alguma lentidão da bola e algumas falhas na definição dos lances, permitindo que o adversário se mantivesse no jogo. Ao intervalo estava 1-0 para os azuis e brancos, que com o acelerar de processos na 2ºparte, “atropelaram” ofensivamente o adversário, acabando por vencer de forma clara o encontro.

 

Marcadores: Diogo Ferreira (2), César Costa (1), João Gonçalves (1), Jorge Veiga (1), Nuno Castro (1), Nuno Gomes (2)  

 

José Bacelar: “Entramos com ideia de impor o nosso jogo e conseguimos, mas com muita lentidão e com a bola a andar e chegar tarde às zonas onde a queríamos. O intervalo permitiu-nos arregaçar as mangas e atacar o adversário agressivamente e determinados. Conseguimos rapidamente acertar os nossos processos e resolver o jogo, a jogar à Porto e a justificar que afinal há diferenças enormes entre o 1º classificado e o resto das equipas. Foi uma 2ª parte muito bem conseguida pela equipa e por isso estamos de parabéns!”.

link do postPor dragonforce, às 11:25 

DF Matosinhos sub-10 16 x 0 Os Lusitanos FC ST

 

A julgar pelo resultado da 1ª volta o jogo não se vislumbrava fácil para os Dragões de Matosinhos contudo, desde cedo a equipa da Dragon Force quis assegurar a conquista dos 3 pontos.

O adversário nunca baixou os braços mas, a qualidade de jogo da equipa da casa sobrepôs-se à vontade do adversário e foi com naturalidade que o resultando foi ficando cada vez mais dilatado com o passar do tempo.

Competência, Respeito e Qualidade foram os indicadores chaves que permitiram à equipa azul e branca conseguir um resultado tão volumoso nesta jornada. Quem teve a oportunidade de se deslocar à Bataria viu certamente um jogo agradável com as 2 equipas da darem o melhor de si…e quando assim é todos ficam de parabéns.

 

Marcadores: Gonçalo Pinto (7); António Carvalho (6); Rafael Gravalho (1); Manuel Falcão (1); Rodrigo Vilela (1)

 

Filipe Branquinho: “Felizmente ao longo da semana os nossos jogadores foram percebendo que a equipa do Os Lusitanos seria uma equipa que vinha com muita vontade de conseguir somar a sua 1ª vitória e, nós ou estaríamos concentrados e daríamos o máximo a cada momento ou, talvez tivéssemos 1 jogo semelhante ao da 1ª volta onde só conseguimos os 3 pontos no último minuto. Creio que a expressividade dos números traduzem perfeitamente o quanto fomos sérios, o quanto fomos superiores e, o quanto respeitamos o adversário. Assim estamos (sempre) mais próximos de ganhar. Palavra ainda para o desejo de continuação de bom campeonato à equipa dos Lusitanos e, esperamos que consigam alcançar 1 vitória até ao final do campeonato porque aqueles miúdos merecem.” 

link do postPor dragonforce, às 11:23 

Vila Chã de Sá 2 - 4 Dragon Force Viseu Sub-10

 

Começo de jogo equilibrado com o primeiro golo a surgir no seguimento de um livre indirecto, para a equipa da casa.

Ambas as equipas queriam uma vitória mas apesar disso o domínio da partida pertenceu aos Dragões de Viseu que apesar de algumas boas ocasiões para marcar não o conseguiram por mais que uma vez na primeira parte. Na 2ª parte os Dragões reagiram e apareceram mais agressivos. Dominaram com posse de bola e algumas oportunidades não aproveitadas.

Com esta importante vitória por 2-4, notou-se claramente o domínio de uma equipa que mostrou o porquê de estar nos lugares mais cimeiros.

 

Ricardo Costa: “Um resultado justo perante uma equipa que se assumia como candidata à disputa da 2ª fase. Esta vitória veio despertar ainda mais a equipa, uma vez que só com esta atitude, vontade, garra, luta, transpiração, se consegue atingir o tão desejado sucesso. Um jogo de domínio total da nossa equipa.”

link do postPor dragonforce, às 11:21 

Dragon Force Grijó Sub-15 A 1 – 0 Perosinho

Nesta jornada jogava-se uma cartada muito importante face ao objetivo traçado desde início que passa por atingir a 2ª fase do campeonato.
Sabíamos que o adversário se apresentaria muito agressivo e com o bloco subido, não permitindo que fizessemos aquilo que mais gostamos de fazer, manter o controlo do jogo através de uma posse e circulação de bola segura e objetiva.

Marcadores: Mikel (1)

Bruno Guedes: “Estamos conscientes que não estivemos muito inspirados neste grande princípio, mas o grupo foi premiado pela sua humildade, garra e transpiração, obtendo uma vitória ao minuto 72, em inferioridade numérica, revelando que neste clube/escola só se baixa a cabeça para beijar o símbolo! Realço toda a atmosfera criada pelos nossos adeptos que apoiaram e incentivaram os nossos jogadores durante todo o jogo.
Faltam 4 finais e só com uma equipa unida, conseguiremos o objetivo. SOMOS PORTO!”

link do postPor dragonforce, às 11:17 

 
subscrever feeds
blogs SAPO