26.9.13

Académico do Porto 1-3 Dragon Force Sub12

 

A equipa Sub12 Dragon Force de Hóquei em Patins iniciou na passada Sexta-feira, dia 20 de Setembro, a sua participação no Campeonato Distrital de Infantis da AP Porto, tendo-se deslocado ao recinto do Académico do Porto, no qual venceu por 1-3. Na próxima jornada os Sub12 deslocam-se ao Marco de Canaveses, no próximo Domingo dia 29 de Setembro.

 

 

Marcadores: Iuri Silva - 1 golo; Gonçalo Barbosa - 1 golo; João Silva - 1 golo.

 

5 Inicial: Francisco Oliveira, Carlos Dias, Diogo Marques, Rafael Vigário, João Silva. Jogaram ainda Afonso Oliveira, Iúri Silva, Jacinto Barreira e Gonçalo Barbosa.

 

Treinador - Jorge Ferreira;

 

 

 

Valongo 4-2 Dragon Force Sub16

 

A equipa Sub16 Dragon Force de Hóquei em Patins não entrou da melhor forma no Campeonato Distrital de Juvenis da AP Porto, tendo sido derrotado no passado Sábado, em Valongo por 4-2. Na próxima jornada os Sub16 deslocam-se a Sobreira, no Sábado pelas 15h.

 

 

Marcadores: Filipe Ribeiro - 1 golo; Bernardo Castanheira - 1 golo 

 

5 Inicial: Pedro Maia, Filipe Ribeiro, Miguel Monteiro, Francisco Ribeiro, Hélder Pereira. Jogaram ainda Bernardo Castanheira, Fábio Trindade, Pedro Campanhã, Manuel Carrapatoso.

 

Treinador - Jorge Ferreira

link do postPor dragonforce, às 10:46 

Académico do Porto 0   Dragon Force 6

 

Na estreia dos Sub 14 assistimos a  uma vitória natural daquela que foi sempre a melhor equipa dentro do rinque.

Desde o inicio da partida os Dragões procuraram o melhor resultado, tendo a equipa adversária defendendo e saindo em contra ataque. As situações de golo foram surgindo e foi com naturalidade que ao intervalo a Dragon Force já vencia por 3 -0. Na segunda parte manteve-se as características de jogo com a nossa equipa a rodar todos os jogadores, sem baixar o nível competitivo.

 

Marcadores : João Lima (3); Kim Ferreira(2); Diogo Sousa (1)

 

Treinador - João Lapo; 

Cinco Inicial : Vasco Reis (G.R.) , Kim Ferreira , João Lima , João Vaz , Filipe Vaz. Jogaram ainda : Diogo Campos, Nuno Ferreira, Pedro Amaral, Diogo Sousa e Francisco Oliveira  (G.R.)

 

link do postPor dragonforce, às 10:36 

9.9.13

Celebrou-se esta sexta-feira o 5.º aniversário do projecto Dragon Force, efeméride que foi assinalada no Vitalis Park, na Constituição, na presença dos treinadores Paulo Fonseca e Luís Castro, do futebol, Ljubomir Obradovic, do andebol, Tó Neves, do hóquei em patins e Moncho López, do basquetebol. Todos destacaram a importância do projecto na evolução do FC Porto e da “sua” modalidade.

Paulo Fonseca, treinador do FC Porto, começou por recordar um pouco da sua própria história: “Há 18 anos morei num prédio com vista para o Campo da Constituição que, na verdade, não era nada disto. Houve uma grande mudança nas instalações e, com a formação da Dragon Force, essa evolução acentuou-se”, referiu. “É importante registar a componente desportiva e social que envolve este projecto. São cinco anos de grande orgulho para o FC Porto, em que se formaram jovens, desportiva e socialmente. É um projecto que tem muito para crescer e que agora se estendeu às modalidades com sucesso”, comentou. “Evidentemente, há aqui um conjunto de resultados que ajudam também a atrair jovens ao FC Porto, visto que o clube vive um momento muito especial – tem as duas equipas de futebol sénior em primeiro lugar nas suas divisões e o andebol e o hóquei na Liga dos Campeões. É um contexto único que atrai muitos jovens à Dragon Force”, finalizou.

 

 
Luís Castro, por seu lado, fez uma retrospectiva do Dragon Force como um todo: “Tem crescido e tem-se expandido: já tem 14 escolas e conta também com o hóquei, o andebol e o basquetebol, o que é um sinal de vitalidade. No caso concreto do futebol, têm migrado jogadores e treinadores para a formação do FC Porto e isso deixa-nos felizes. Agora é dar o passo para a internacionalização”, comentou. “Aliado a todo este projecto está uma estrutura humana extremamente competente e em que os valores do FC Porto são praticados. Sabíamos que estes eram alicerces fortes para crescer de forma sustentada.”

Moncho López, responsável pelo basquetebol Dragon Force, focou-se nos pequenos passos e estabeleceu uma comparação curiosa com o desenvolvimento de uma criança: “Festejar o 5º aniversário diz-nos muito: diz que somos uma criança que deu muitos passos e que está bem consolidada. No que diz respeito às modalidades, estamos a falar de um bebé, porque têm só um ano, mas somos aquele caso de bebés sobredotados – o conhecimento e o ‘saber-fazer’ que o projecto traz desde há 5 anos e o apadrinhamento da estrutura do FC Porto faz com que sejamos miúdos que se portam bem e que sabem o que têm que fazer. Queremos continuar a ser um modelo de referência no desporto português e no desporto internacional”, referiu.

 

 



Ljubomir Obradovic, por sua vez, considerou que este é um projecto importantíssimo: “Vamos conquistar mais gente nova para a modalidade e vamos continuar a trabalhar o andebol. Teremos cada vez mais atletas e temos de saber encarar isto como uma pirâmide - começamos por baixo para, pouco a pouco, chegar ao topo”. O treinador do hóquei em patins, Tó Neves, considerou importante a modalidade estar integrada no projecto: “Pretende-se que o Dragon Force alimente sempre as aspirações dos jovens em representar as equipas seniores. O hóquei vai integrar no seu escalão principal três jovens do Dragon Force, em três anos, tendo esperança que pelo menos um dos miúdos possa integrar o plantel principal a médio prazo. Só me compete dar os parabéns a quem teve a ideia e a quem explora o projecto”.

 

link do postPor dragonforce, às 10:34 

 
subscrever feeds
blogs SAPO