29.1.13

 

Sábado, dia 26, marcou a estreia da formação Dragon Force Sub14 como equipa visitante. Após a realização de diversos convívios no pavilhão da Escola Secundária Rodrigues de Freitas, casa das equipas de andebol, e da participação no Torneio da Feira nas férias de Natal, os jovens Dragões deslocaram-se ao Pavilhão Municipal da Maia para defrontar o ISMAI.

 

Foram disputadas duas partidas entre os dois clubes. No primeiro encontro, que foi emocionante, a equipa Sub10 da Dragon Force venceu por 16-15. Nesta formação estavam presentes atletas com as idades compreendidas entre os 5 e os 10 anos. A festa da vitória ainda se tornou maior, pois esta foi a primeira vez que a equipa competiu individualmente.

 

Os mais “velhinhos”, a formação de Sub14, que conta com andebolistas com idades entre os 10 e os 14, foi derrotada pelo anfitrião, ISMAI. No entanto, apesar da derrota, a evolução destes jovens atletas é evidente. De realçar que todos os Dragõezinhos se iniciaram no andebol este ano.

 

Este duplo confronto veio aumentar o entrosamento e o bom ambiente que se vive na equipa. Além das melhorias técnicas, os atletas da Dragon Force puderam presenciar o ambiente de um pavilhão "cheio" de andebol, já que outros jogos foram disputados à mesma hora.

 

Para dois dos atletas da equipa de Sub14, Hélder Gomes e Frederico Canedo, a prática de andebol é uma experiência "entusiasmante e que permite não estar parado". Para ambos, o melhor dos treinos "são os exercícios que envolvem o aperfeiçoamento do ataque". Hélder acrescenta gostar "das situações de jogo", já Frederico admite que "os contra-ataques são um dos momentos de eleição durante o treino". Para os dois jovens Dragões, o torneio de Natal foi o momento mais inesquecível até agora. "A experiência mais marcante desde o início da época, em setembro, foi a participação no torneio de Santa Maria da Feira”, dizem.

 

link do postPor dragonforce, às 12:44 

Dragon Force Sub13 B 4-2 Vilanovense

12.ª jornada (série 8) - 26-01-2013

 

Jogo difícil para os Sub13 B da Dragon Force Porto, contra um adversário muito empenhado a defender, tão aguerrido que, em alguns momentos, jogou no limite da agressividade. Mas os Dragõezinhos não se atemorizaram. Conquistaram a vitória num jogo em que aliaram o combate à agressividade do adversário, com a qualidade de jogo habitual nas equipas com selo Dragon Force. Na primeira parte, os azuis e brancos iniciaram o jogo com muita tranquilidade, numa troca de bola constante, à espreita do golo que surgiu aproximadamente a meio da primeira parte. O adversário respondeu com muita agressividade, "aquecendo" o ambiente e levando o jogo para um nível muito físico que os beneficiou e lhes permitiu dar a cambalhota no marcador ainda durante a primeira parte, sem que nada o justificasse. Mas, na segunda parte, a Dragon Force apareceu serena, mantendo uma posse de bola constante, impedindo o adversário de tocar na bola e construindo belas jogadas. Os frutos foram aparecendo: três golos, muito bem construídos, que permitiram dar a volta e conquistar esta grande vitória.

 

António Gouveia: "Foi um jogo dificílimo. No nosso campo, que é pequeno, o Vilanovense defendeu com tudo, mas ganhámos. E ganhámos porque merecemos ganhar. Tudo parecia acelerado e descontrolado, mas os nossos jogadores estão cada vez mais maduros e não se deixaram perturbar pelo ambiente. Foram fantásticos e têm uma cultura táctica que não pára de me surpreender: sabiam exatamente como ganhar este jogo. Sabiam onde estava a fragilidade do adversário e exploraram-na com muita sabedoria e cabeça fria. Sabiam como ganhar. E ganharam!”.


Sporting Clube da Cruz 1-7 Dragon Force Sub11

13.ª jornada (AF Porto, série 9) - 26-01-2012 – Cruz

 

Deslocação a um campo bastante difícil, onde nos deparamos com um terreno bastante pesado. Além de ser um campo pelado, a chuva que tem caído criou algumas zonas em que era impossível tocar a bola. Apesar de todas estas dificuldades, a nossa equipa iniciou bem o encontro, inaugurando logo o marcador por intermédio de Rodrigo. A equipa continuou a impor o seu jogo e, com tudo isto, o jogo acabou por ir para o descanso com o resultado a favor da equipa visitante.

 

Na segunda parte, o ritmo acabou por baixar e a Dragon Force sofreu um pouco. A equipa deixou de tocar a bola, perdendo o controlo do jogo e enfrentando situações de roubo e perda de bola, o que se afasta por completo da nossa forma de encarar o jogo. Com isto, o adversário criou algumas situações de perigo. No entanto, a equipa Sub11 com toda a sua qualidade, vontade e garra, segurou o encontro, gerindo o mesmo e acabando por sair do jogo com uma vitória esclarecedora por 7-1.

 

Marcadores: Miguel (2), Luís (2), auto-golo (1), Sousa (1) e Rodrigo (1).


Pedro Silva: "Num campo cujo estado poderia dificultar a nossa forma de jogar, fomos capazes, nomeadamente na primeira parte, de manifestar, com qualidade e competência, os nossos princípios, fazendo a bola percorrer diferentes espaços  e revelando criatividade nas soluções e interações. Isso permitiu-nos chegar ao intervalo com um resultado relativamente confortável. Talvez por isso, na segunda parte, tenhamos relaxado, o que levou a que o jogo fosse mais disputado. Neste período fomos muito apressados a atacar e pouco coletivos a defender, o que levou o jogo para um registo que não nos interessa e no qual não temos vantagens, o de constantes ganhos e perdas de bola. A semana passada referimos a atitude competitiva como sendo um dos pilares da forma de estar da Dragon Force nos jogos que disputa e ser competitivo implica não relaxar, não facilitar, encarar cada jogo e cada segundo de cada jogo com a mesma seriedade, determinação e superação, pois só assim estaremos mais perto de nos tornarmos melhores".

 

Dragon Force Sub13 A 6-2 FC Porto

CD Juniores D – Série 6 – 12.ª jornada

26-1-2013 – CTFD Olival - sintético


No jogo que colocava frente a frente o segundo e terceiro classificados do campeonato, a equipa da Dragon Force foi à procura do único resultado que lhe interessava, a vitória, ainda que tenham sido os visitantes a entrar melhor no encontro, colocando-se à frente no marcador logo aos dez minutos da partida. A reacção da Dragon Force não se fez esperar e em pouco tempo consumaram a reviravolta no encontro, com um futebol de qualidade, dominando por completo todo o jogo. Já perto do final da primeira parte, novo golo visitante e 3-2 no marcador. A entrada para a segunda parte foi muito positiva, com a Dragon Force a assumir o encontro, ampliando o marcador. Foi uma excelente exibição em mais um jogo decisivo.

 

Marcadores: Barbosa (5) e António


Vítor Moreira: "Perante um adversário muito complicado, mostramos ser equipa. Mesmo com a marcha do marcador a não se iniciar a nosso favor, fomos incansáveis, sempre muito coletivos e ligados à nossa forma de jogar e por isso conseguimos sair vencedores desta partida. Parabéns equipa!".

 

FC Lixa 3-4 Dragon Force Sub10

CD Juniores E – Série 1 – 13.ª jornada

26-1-2013 – CT Lixa

 

Após uma derrota inexplicável e surpreendente, a equipa da Dragon Force deslocou-se ao campo do Lixa na esperança de sair de lá com mais três pontos. Pontos esses importantes para continuar na luta pelo titulo da série 1. Contudo, nem tudo foram favas contadas: devido ao terreno pelado e às bolas pesadas, o adversário sentia-se confortável. Em qualquer momento de maior dificuldade, dava a sensação de que a equipa do Lixa se superiorizava relativamente à Dragon Force. E, assim, foram marcando os golos enquanto a Dragon Force corria atrás do prejuízo. Foram 50 minutos a jogar no meio-campo adversário, mas quase sempre mais com o coração do que com a cabeça. No entanto, no final, a vitória sorriu à equipa da Dragon Force.

 

Isabel Osório: "Vínhamos de um jogo mau ao nível do resultado. Independentemente da nossa maior qualidade relativamente ao último adversário, a verdade é que perdemos e isso é que fica para a história. Por isso, para este jogo entramos muitos precipitados, com muita pressa em fazer chegar a bola à baliza adversária, mas com pouco critério e sem posse. Não nos podemos desculpar pelo terreno ou pelas bolas, se somos melhores é no campo que o devemos provar. Daqui para a frente as dificuldades vão ser muitas, todos nos vão querer vencer e por isso sozinhos seremos poucos, mas unidos seremos mais fortes! Ultrapassámos mais uma adversidade com muita determinação e garra e, no final, saímos a sorrir!".

link do postPor dragonforce, às 12:08 

CD Póvoa-Dragon Force, 1-8

(ao intervalo, 0-2)

Domingo, 27/01 

 

Pelo Dragon Force alinharam: Vasco Reis (g.r.), David Silva, Luís Melo, Nuno Ferreira (cap., 3), Diogo Sousa (3). Jogaram ainda: Carlos Dias, Nuno Fonseca (1), Francisco Santos (1) e Francisco Oliveira (g.r.) 

 

Foi um jogo especial por ser o último do Campeonato Distrital de Infantis do Porto e também porque nas nossas últimas deslocações tivemos resultados menos positivos. Por isso, era importante uma boa exibição.

 

Contra uma boa equipa, bem organizada, entrámos muito bem no jogo, com grande predominância ofensiva, muita posse de bola e um bom jogo coletivo. Mais uma vez, fomos capazes de criar muitas situações de finalização, principalmente em movimentações coletivas, sempre com uma boa resposta da equipa adversária, que valorizou muito o nosso jogo. Foi com naturalidade que chegámos ao intervalo a vencer por 2-0.

 

Na segunda parte, entrámos ainda melhor e rapidamente chegámos ao 6-0, sempre em movimentações coletivas. A partir daí, decidimos pôr todos os atletas a jogar e os quatro mais utilizados não alinharam nesta fase do jogo. Mesmo assim, continuamos a dominar o encontro, só sofrendo um golo a três segundos do fim, na marcação de um livre direto. É de salientar que todos os atletas convocados deram o seu contributo à equipa.

link do postPor dragonforce, às 11:43 

28.1.13

No passado sábado, 26 de Janeiro, realizou-se a 18.ª e úlitma jornada do Campeonato Distrital de Juvenis da Associação de Patinagem do Porto. A equipa Sub16 deslocou-se a Penafiel, casa do 3.º classificado, tendo empatado 2-2.

 

A Dragon Force iniciou o jogo a pressionar a equipa da AD Penafiel, não deixando grande espaço para que conseguisse trocar a bola. Assim sendo, a equipa da casa optou por dar toda a iniciativa do jogo aos Dragões, defendendo em quadrado, quase dentro da área e espreitando apenas o contra-ataque. Com os Dragões a assumirem todas as despesas do jogo, foram várias as oportunidades criadas, mas numa desatenção defensiva e num contra-ataque rápido, a AD Penafiel adiantou-se no marcador. A tarefa, que já era difícil, ficou assim ainda mais complicada e só após grande insistência e muitas ocasiões de golo falhadas - fruto da falta de pontaria - é que a Dragon Force conseguiu empatar, através de um passe para o meio da área, que Diogo Casanova emendou com sucesso. Ao intervalo, registava-se uma igualdade (1-1).

 

Na segunda parte, manteve-se a história do jogo, com mais uma dezena de ocasiões flagrantes falhadas. Ainda assim, a Dragon Force conseguiu adiantar-se no marcador, novamente por Diogo Casanova, dando a sensação de que o jogo estaria resolvido. Nada mais errado, pois a dois minutos e meio do final, um comentário infeliz de um atleta da Dragon Force a uma decisão do árbitro valeu-lhe um cartão azul, deixando a equipa em inferioridade numérica. Foi a atacar com mais um elemento que a AD Penafiel conseguiu chegar ao empate.

 

Ainda assim a 15 segundos do final a Dragon Force conseguiu num rápido contra-ataque chegar à balizar adversária, tendo falhado de forma inacreditável o golo que daria a vitória e garantiria os três pontos. Acabado o Campeonato Distrital, os Sub16 confirmaram o apuramento para o Campeonato Nacional de Juvenis, fruto do 2.º lugar obtido. Os atletas convocados e utilizados foram: Luís Barreiros, Nuno Santos, Diogo Graça, João Ferreira, Daniel Ferreira, Filipe Ribeiro, Fábio Trindade, Nuno Torrão, Rui Gomez e Diogo Casanova (cap., 2).

link do postPor dragonforce, às 17:06 

 

No passado sábado, realizou-se no Dragão Caixa o primeiro Clinic Dragon Force de hóquei em patins. Foi uma experiência inesquecível para as 50 crianças que participaram no evento, numa manhã de grandes emoções em que tiveram a oportunidade de aprender com os seus ídolos.

 

Os atletas Edo Bosch, Nélson Filipe, Jorge Silva e Vitor Hugo mostraram aos mais novos como se faz. Partilharam experiências, transmitiram conhecimentos e demonstraram o porquê de serem grandes campeões. Durante duas horas, o Dragão Caixa foi palco de grandes emoções e de uma experiência marcante para todos os participantes.

 

link do postPor dragonforce, às 16:24 

 
subscrever feeds
blogs SAPO